terça-feira, 12 de outubro de 2010

Minha Infância



Infância: tempo precioso, único, sublime.
Tempo de construção, exposição,observação.
Tempo de brincadeiras, tempo de travessuras.
Tempo de criar, extrapolar, se conter.
Tempo de imaginar, tempo de sonhar,conhecer, perceber.
Tempo de ir além e estar e ser.
Tempo de se formar, firmar, escrever.
Tempo de desenhar, traçar e enlaçar.
Tempo de deixar surgir, pintar, inventar.
Tempo de correr, de rolar,passear.
Tempo de fazer a vida...esta que continua!

Quando criança fui medalhista de natação!Orgulho para meus pais e professores, eu nem ao menos sabia direito o que estava fazendo ou a importância de cada premiação recebida.Ouvia da minha mãe:"medalha, medalha, medalha".Engraçadas palavras ditas cantaroladas para mim que traduziam um único prazer: o de estar na água e flutuar.Me sentia guiada...não havia um grande desejo de vencê-la, ela me levava e por si só eu mesmo a ultrapassava.Eramos companheiras!Friozinho na barriga em cada novo que surgia, mas logo me sentia em casa:era só ali estar e realizava.
Lembro-me de uma grande competição que disputei aos 6 anos de idade, fora da cidade:novas pessoas, novas competidoras, novas piscinas, mais fundas da que estava acostumada.Com o entusiasmo de todos, me alegraria em vencer.Colocaram-me para disputar com meninas de 9 anos de idade, bem maiores do que eu.(Sim, tamanho nunca foi meu forte,rs).Certamente observei a situação e percebi: estava numa competição sem muitas chances.Disputei. Meio desconfortável com a profundidade da piscina, não venci a prova.Esbarrei-me na minha limitação.Flutuei menos, dei lugar ao medo.Voltei com um certificado de participação rosa.Fui recebida com alegria pela minha mãe que, carinhosamente, me abraçou. E era isso que mais importava!

Já quis ser de tudo quando criança.Deve ser assim com todos creio eu! Criamos tanto.Nossa imaginação vooa...
Já quis ser cantora internacional,maestra(?),dentista,professora, sereia.Gostava de assistir Doug, Castelo Rá Tim Bum, Chiquititas,Fada Bela e Tv Colosso.
Dentre todas essas coisas,desde de pequena, orientada por um médico, minha mãe me colocou na natação e essa fez parte da minha vida por pelo menos 6 anos.Eu amava.
Gosto de relembrar esse tempo e ver que quando éramos criança sonhavamos mais, nos importávamos menos.O não não era bem um problema, desconhecíamos limitações e por isso fazíamos.Com o passar dos anos,vivenciamos alguns contratempos e caimos na tentação de nos desgostarmos, de desanimarmos.Quando penso no exemplo citado acima, com 6 anos de idade, disputando com meninas de 9, percebo que me deixei levar pelo medo, pelo o que poderia ser.Semelhante é quando crescemos e sabemos da nossa capacidade e fidelidade de Deus, mas as dificuldades ao redor se sobressaem ao poder de Deus.Bom seria, então, conservarmos a esperança de criança, a intripidez e confiança;a inocência para que continuemos a vida mais leve, agradável e doce como o sorriso de uma criança!Vivermos a essência da vida!

Obs: sou eu na fotinha, com 2 anos de idade! =)

3 comentários:

Celso Neris Jr. disse...

Quer dizer que a moça foi uma medalista!? Que legal! Torço para que passe a se acostumar com novas conquistas! Enfim, escreveu! Feliz dia das crianças atrasado!

lia disse...

Q linda!!Viajei c vc agora!
Lembrando q nessa foto,vc n tinha 2 aninhos,mas ja dominava a agua!rs
E tbm,nesssa competição,q seus professores fizeram questão de levar vc,vc nadou c as meninas + velhas pq vc dominava todas as categorias e bem...tem noção?
Veja a força q vc tinha c 6 anos,imagina agora??
Vai fundo minha filha,essa agua é toda sua,flutue nela qdo quizer,afinal vc ja a domina mesmo...
Te amo,e me orgulho de vc todos os dias!
bjs e obg pela postagem de hj!

Filipe disse...

"Felizes aqueles que buscam ser como crianças" - o qu me encanta é ver os sonhos que alimentam os corações dos pequeninos. Eles não tem medo, não tem receio: São Felizes. Tenho saudades desta época!!!